As vendas de Super Mario Run não atenderam às expectativas da Nintendo.

O jogo ganhou recentemente uma versão para Android, Tatsumi Kimishima, presidente da Nintendo, reconheceu e disse a uma jornal Nikkei que o jogo na plataforma iOS "não atendeu às expectativas" da empresa.

O desempenho económico do Super Mario Run esta condicionado por seu modelo de negócio. Normalmente, os jogos móveis são free-to-play e são projetados de modo que os jogadores possam gastar uma quantidade ilimitada de dinheiro, mas a empresa japonesa optou por um pagamento único de 9,99 dolares que destrava todo o conteúdo, sem dar oportunidade de gastar mais.


Depois do Super Mario Run, a Nintendo também lançou para celulares Fire Emblem Heroes, uma adaptação do RPG baseado em turnos que usa o habitual modelo free-to-play. Agora Fire Emblem Heroes está na 45 posição da lista dos jogos mais rentáveis ​​para o Android, enquanto que  Super Mario Run está em 115 segundo GamesIndustry.

Em 31 de janeiro, durante a apresentação dos resultados trimestrais da Nintendo  Kimishima informou que Super Mario Run tinha sido baixado 78 milhões de vezes, e que 5% dos jogadores (alguns 3,9 milhões) tinham comprado o jogo. Graças ao lançamento do jogo a divisão móvel da Nintendo registrou  64 milhões de dolares em receita.


Un portavoz de Nintendo afirma que Fire Emblem Heroes es un “caso aislado”, puesto que la compañía prefiere el modelo de Super Mario Run. La próxima saga de la compañía que visitará los dispositivos móviles será Animal Crossing.



Um porta-voz da Nintendo afirma que Fire Emblem Heroes é um "caso isolado", já que a empresa prefere o modelo de Super Mario Run. A próxima saga da empresa que irá visitar os dispositivos móveis será Animal Crossing.

 
Fliperama Games © 2012 | Designed by zeh and Bubble shooter